A ATUALIDADE DO MANIFESTO COMUNISTA – DANIEL BENSAÏD

Daniel Bensaïd (Toulouse, 25 de março de 1946 – Paris, 12 de janeiro de 2010 foi um filósofo francês, teórico do movimento trotskista na França, dirigente da Quarta Internacional – Secretariado Unificado e docente da Universidade Paris VIII (Vincennes). Na juventude, foi um dos animadores do Movimento 22 de Março, ao lado de Daniel Cohn-Bendit e… Leia mais A ATUALIDADE DO MANIFESTO COMUNISTA – DANIEL BENSAÏD

Privatização das águas: uma raio-X da ameaça

A “venda” com 80% de financiamento do BNDES. O apetite das corporações estrangeiras. A disputa pelos maiores aquíferos do mundo. Os riscos ao ambiente e à universalização dos serviços Um estudo detalhado do Dieese O governo federal está empreendendo um amplo programa de privatizações, o Programa de Parcerias de Investimento (PPI) (1), que abrange diversas companhias… Leia mais Privatização das águas: uma raio-X da ameaça

MP 757 – Para compreender a Lei da Grilagem

Sancionada por um Temer enfraquecido e refém, ela entrega a particulares áreas públicas ocupadas e abre caminho para a internacionalização do território, que será proposta em breve Por Márcio Astrini, em entrevista ao IHU O presidente Michel Temer sancionou no dia 11 de julho a Medida Provisória – MP 759/2016, também conhecida como MP da Grilagem. Conforme o site… Leia mais MP 757 – Para compreender a Lei da Grilagem

110 anos de Frida Kahlo: como mexicana se tornou uma das mulheres mais conhecidas do mundo?

  Magdalena Carmen Frida Kahlo Calderón, mundialmente conhecida por Frida, seguido do sobrenome alemão herdado do pai, Kahlo, teria completado 110 anos em 06 de julho passado. Desde a sua morte, em 1954, em sua casa na Cidade do México, vida e obra da pintora se tornaram famosas principalmente pela América e Europa. Além das… Leia mais 110 anos de Frida Kahlo: como mexicana se tornou uma das mulheres mais conhecidas do mundo?

La CIA y la contrarrevolución en Venezuela

Atilio Borón La sociedad capitalista tiene como uno de sus rasgos principales la opacidad. Si en los viejos modos de producción precapitalistas la opresión y la explotación de los pueblos saltaba a la vista y adquiría inclusive una expresión formal e institucional en jerarquías y potestades, en el capitalismo prevalece la oscuridad y, con ella,… Leia mais La CIA y la contrarrevolución en Venezuela

Ajuste fiscal e os riscos da regressão social

Denis Maracci Gimenez* Entre 2004 e 2012, o Brasil retomou o caminho do crescimento econômico, interrompendo um período de mais de duas décadas de relativa estagnação econômica. Em um quadro externo favorável, foi possível crescer a um ritmo de 4,1% ao ano, em média. O País acumulou reservas, melhorou as condições do balanço de pagamentos,… Leia mais Ajuste fiscal e os riscos da regressão social

Da Belíndia ao Bahaiti. Pobreza, violência e barbárie no Brasil do golpe

No Brasil de Temer e suas reformas regressivas, ricos querem viver como os xeques do Bahrein, enquanto o restante da população depara com cenário aos moldes do Haiti MARCIO POCHMANN As forças do golpe que liquidaram o governo eleito democraticamente em 2014 atacam os pobres sem cessar, na expectativa de trazer de voltar à Belíndia,… Leia mais Da Belíndia ao Bahaiti. Pobreza, violência e barbárie no Brasil do golpe

ENTREVISTA COM JUAREZ GUIMARÃES: “Não há nada mais desmobilizador hoje do que 2018. Entre nós e 2018 há um abismo”

Marco Weissheimer O golpe em curso no Brasil se insere no processo internacional da contrarrevolução neoliberal que está construindo estados constitucionais não democráticos pelo mundo inteiro. Os golpistas estão divididos e enfrentam dificuldades para lidar com a crise de legitimidade decorrente do golpe, mas estão unificados programaticamente. E esse programa põe em questão princípios fundamentais do… Leia mais ENTREVISTA COM JUAREZ GUIMARÃES: “Não há nada mais desmobilizador hoje do que 2018. Entre nós e 2018 há um abismo”

A louca lógica do capitalismo de vigilância

Vigiar internautas, para conhecer seus desejos mais profundos, tornou-se essencial para lucros do Facebook, Google e outras plataformas. Por isso é tão importante examiná-las Por Rafael Evangelista Em julho, fui convidado para uma mesa sobre direitos humanos e internet no Fórum da Internet, realizado pelo Comitê Gestor (CGI). Na ocasião defendi, entre outros pontos, que os grandes… Leia mais A louca lógica do capitalismo de vigilância