Show de Golpista Racista é Interrompido e Dinheiro Devolvido ao Público

Na noite de 20/03, em Belo Horizonte, o espetáculo “Todos os Musicais de Chico Buarqueem 90 minutos”, encenado no Grande Teatro do Palácio das Artes, não chegou ao fim por conta do ator e codiretor Claudio Botelho. Por volta da metade do musical, ele deu início a uma sequência de ataques ao ex-presidente Lula e à presidenta Dilma.

claudio-botelho-chico-buarque

Botelho entre outros adjetivos chamou  “ladra” a Presidenta Dilma e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A plateia reagiu com gritos de “Não Vai Ter Golpe!!”

O espetáculo foi interrompido antes do fim pela plateia, que pediu o dinheiro do ingresso de volta.

Já no camarim, em áudio divulgado na internet, Cláudio Botelho aparece nervoso, desferindo xingamentos de cunho racista contra o público. “Eles são neofascistas, neonazistas, são petistas, são o que há de pior no Brasil”, afirmou. “O ator quando entra em cena é um rei, não pode ser peitado por um negro filho da puta que sai da plateia. Não pode”, diz Botelho em tom exaltado.

Botelho já havia pregado a morte dos parlamentares Lindbergh Farias (PT-RJ) e Jandira Feghali (PCdoB-RJ).

O ator e produtor cultural Adir Assumpção, que assistia ao espetáculo disse

“Raras vezes eu vi o público se levantar e dizer ‘não’ a um artista careta, a um artista fascista. Chega de fascismo! Golpe não!”.

A reação de Chico Buarque

O cantor e compositor Chico Buarque de Hollanda, que recentemente foi agredido por índice.jpggolpistas no Rio de Janeiro, retirou hoje (20/03) a autorização para que o ator Cláudio Botelho continuasse a apresentar um musical feito a partir de suas canções. Como os direitos autorais são de Chico, o musical terminou ontem em Belo Horizonte.

Fonte: 247 e Midia Ninja