PT denuncia ataques violentos a sedes no RS

Em Caxias do Sul, neste final de semana, também houve casos que geraram repúdio por parte de petistas

O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) denuncia que os manifestantes que pedem o impeachment da presidente Dilma Rousseff estão descambando para atos de violência e quebrando a ordem pacífica dos protestos sociais. Ary Vanazzi citou diferentes exemplos aqui no Rio Grande do Sul, onde sedes do PT foram pichadas e tiveram vidros quebrados.

“Viraram situações recorrentes no território nacional e tivemos casos de diretórios do

PT, em Porto Alegre e Novo Hamburgo, que, por mais de uma vez, houve a necessidade de recuperar os prédios. São sinais de violência de quem defende o impeachment e prefere partir para estes atos ao invés de promover um combate de ideias”, analisou.

sede_do_pt_na_capital_paulista76737
Sede do PT atacada em SP capital

Vanazzi ainda pondera que autoridades do Poder Judiciário colaborariam para este tipo de situação. “É um desserviço de alguns atores do Ministério Público e de setores da Justiça deste País, além de falas irresponsáveis de deputados da burguesia brasileira, que provocam isso ao incitar o ódio do povo e é muito perigosa esta conduta. Sempre tem que se buscar a paz independente das diferenças ideológicas, e as pichações a sedes do PT, do PC do B e da CUT representam a violência e um atentado a democracia”, avaliou.

 

Em Caxias do Sul, neste final de semana, também houve casos que geraram repúdio por parte de petistas. A informação é de que a filha de um dirigente partidário municipal do PT, que não quer se identificar, foi agredida verbalmente e hostilizada por opositores petistas. Também na cidade da Serra gaúcha a residência do deputado federal Pepe Vargas, do PT, virou alvo ao se tornar, no sábado, palco de protestos contra Dilma e o ex-presidente Lula. Cerca de 200 manifestantes caxienses se organizaram e fizeram um protesto pacífico, mas com muito barulho em frente à casa do parlamentar.

Pepe reagiu e através de nota manifestou seu pensamento em relação ao ato realizado em frente a sua residência. Para ele, o impeachment, além de representar um risco para a democracia, pode trazer drásticas consequências para a história política nacional.

Leia a nota de Pepe Vargas

“Respeito o papel da oposição, mas digo: não joguem o Brasil no caos político e econômico do pepegolpe. As consequências serão graves e duradouras, não haverá estabilidade política e econômica para nenhum governo originado da interrupção do processo democrático. Disputem o governo nas urnas, como fazem os verdadeiros democratas.”

Fonte: Rádio Gaúcha