Merval: pedido de prisão de Lula é provocação

Por meio dos colunistas Merval Pereira e Ricardo Noblat, a Globo criticou a decisão do Ministério Público de São Paulo de pedir a prisão preventiva do presidente Lula.

Em coluna com titulo de Despropósito, 11/03,  Merval Pereira, insuspeito de simpatias por Lula diz:

Mesmo que fossem verdadeiras as alegações dos Procuradores do Estado de São Paulo para pedir a prisão preventiva do ex-presidente Lula,  os argumentos levantados têm mais cunho político do que jurídico. O Procurador Cassio Conserino já havia se precipitado ao anunciar em entrevista à revista Veja que denunciaria o ex-presidente, mesmo antes de ouvi-lo. Agora, tomou uma medida despropositada.

….

Os promotores alegam que a prisão de Lula é necessária para garantir “a ordem pública, a instrução do processo e a aplicação da lei penal”, pois ele “sabidamente possui poder de ex-presidente da República, o que torna sua possibilidade de evasão extremamente simples”.

Ora, querer prender Lula por ter poderes de ex-presidente chega a ser patético. Da mesma forma, alegam que Lula pode destruir provas e agir para evitar determinações da Justiça. Se tivessem pelo menos um indicativo de que o ex-presidente ou seus assessores cometeram atos desse tipo, ou estavam prestes a cometê-los, haveria uma base razoável para o pedido. Mas a simples suposição não pode servir de motivo para uma ação tão drástica.

E finaliza:

uma ação dessas dá margem ao aumento da insegurança, e mais parece uma provocação política”.

 Noutra ponta Noblat arremata: os três jovens e tolos promotores públicos de São Paulo estão à procura dos seus 10 minutos de fama de uma nota de rodapé em futuros livros de História”.

Em termos políticos, a postura da Globo por seus principais escrevinhadores é reveladora da falta de unidade na horda golpista – divididos que ora estão entre os favoráveis ao impeachment, a cassação do diploma via TSE.

Igualmente, quiçá por ter que maior probabilidade é de que o Poder Judiciário negue o pedido de prisão preventiva formulado por Conserino e sua trupe, a Globo que como incitadora do ódio e porta-voz do golpismo se tornou alvo de diversos protestos populares – ontem, durante o jornal de William Waack, foi exibido o cartaz com os dizeres “Globo Golpista” – tenha resolvido aproveitar a situação para tirar o pé do acelerador e, buscar recompor sua imagem das marcas de manipulação e golpismo que ficam a cada dia mais evidentes para parcelas amplas da população

Enfim, a provocação política – palavras do Merval – do pedido de prisão preventiva de Lula pelos “três jovens e tolos promotores públicos de São Paulo estão à procura dos seus 10 minutos de fama” – palavras do Noblat – indica que os promotores não haviam combinado com os russos.