UNE e PCdoB repudiam ataques às sedes das entidades em São Paulo

Sedes das entidades amanheceram pichadas com mensagens de ódio e intolerância política, numa ação que lembra tempos de pré-ditadura

Em vídeos nas redes sociais, a presidente da UNE, Carina Vitral, e o presidente do PCdoB paulista, deputado federal Orlando Silva, repudiaram com veemência os ataques sofridos nas sedes de ambas as entidades, que em 12/03 amanheceram pichadas com mensagens de ódio e intolerância política.

Carina lembrou que a última vez que a UNE foi atacada foi no 1° de abril de 1964, quando a ditadura militar incendiou a sede da entidade na Praia do Flamengo, no Rio. “Isso só mostra que estamos do lado certo. Essa ação não nos intimidará, somos firmes na defesa da democracia e repudiamos qualquer tentativa que ameace nossa liberdade”, declara na mensagem. Assista aqui.

A sede do PCdoB paulista recebeu também mensagens de ódio contra o ex-presidente Lula e a deputada federal Jandira Feghali (RJ), que é crítica do golpismo no Congresso Nacional. Orlando Silva chamou os responsáveis de “fascistas” e afirmou: “Não nos intimidaremos, já atravessamos muitos invernos, sabemos que a primavera sempre vem”, diz ele.uneatacada.jpg

Sede da UNE foi pichada com mensagens de intolerância política: ameaça às instituições

Fonte: Rede Brasil Atual