Rio Grande do Sul lidera ranking de políticos investigados na Lava-Jato

Por Marco Weissheimer

O Rio Grande do Sul lidera o ranking de políticos citados na Operação Lava-Jato, conforme lista divulgada na noite desta sexta-feira pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Ao todo, seis políticos gaúchos foram citados, todos eles deputados federais do Partido Progressista (PP). Entre eles, Luiz Carlos Heinze, que foi o deputado federal mais votado no Estado nas eleições de 2014, recebendo mais de 160 mil votos. Heinze ficou notícia nacional ao aparecer em um vídeo de uma audiência pública no interior do Rio Grande do Sul dizendo que quilombolas, índios, gays e lésbicas são “tudo que não presta”.

Os parlamentares gaúchos que colocaram o RS no topo do ranking da Lava Jato são:

José Otávio Germano
Luiz Carlos Heinze
Jerônimo Goergen
José Afonso Hamm
Renato Mölling
Renato Mölling

O ranking de políticos investigados, por Estado, é o seguinte:

Rio Grande do Sul – 6
Alagoas, São Paulo e Pernambuco – 4 (cada)
Rio de Janeiro, Paraná e Maranhão – 3 (cada)
Minas Gerais, Goiás, Rondônia e Ceará – 2 (cada)
Paraíba, Piauí, Acre, Tocantins, Santa Catarina, Mato Grosso, Roraima, Mato Grosso do Sul – 1 (cada).

Fonte: Sul 21