Renan chama Moro de ‘juiz de exceção’ e diz que ele não substitui STF

O presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), criticou a atuação do juiz Sérgio Moro, sem citá-lo nominalmente. Renan disse que um “juiz de exceção”, um juiz designado para um caso não pode querer “substituir” o Supremo Tribunal Federal (STF) e “simbolizar” todo o sistema judicia.

Respeito qualquer juiz designado para qualquer questão, mas um juiz de exceção, designado, não pode substituir, por mais que queira, o STF. Aqui, no Brasil, há uma discussão partidarizada, até parece que um juiz de exceção pode simbolizar o sistema judicial como um todo, o sistema constitucional. Não. A Constituição diz que o STF é a instância maior da Justiça. E aí, por conta dessa polarização, o entendimento de que ser julgado pelo Supremo não é ser julgado pela Justiça. É que nessa excepcionalidade que vivemos tem que ser julgado pelo juiz de exceção, designado para aquele caso — disse Renan.