É hoje: ato da #CulturaPelaDemocracia!

Artistas gaúch@s em defesa da democracia e legalidade; pelo Estado Democrático de Direito! É dia de celebrar a nossa liberdade de expressão e manifestação artística! Tod@s junt@s no ato da #CulturaPelaDemocracia!

Às 17h nos encontramos no Largo Zumbi dos Palmares para seguirmos em cortejo até o Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues, onde vão rolar vários shows e intervenções!

Vai ser demais! E se você vier será MUITO melhor!

Vem!

VEJA que beleza de #programação!

17h – Concentração no Largo Zumbi com diversas e variadas intervenções cênicas, do circo e literatura, grupos como Terreira da Tribo (Ói Noiz Aqui Traveiz) e Falos & Stercus estarão presentes no ato.

18h – Apresentação do grupo Front LR no Largo Zumbi

19h – Saída do cortejo com grupos de percussão e blocos de carnaval

20h – Show ato no Centro Municipal de Cultura. Apresentação do palco: Kátia Suman e Zé Adão Barbosa

20h – Nei Lisboa

20h15min – Richard Serraria

20h30 – Flu e Amigos

20h45 – Queijo com Goiabada

21h – Bibiana Morena e Nelo Johann tocam Nelson Coelho de Castro

21h15 – Negra Jaque, Rafuagi, Maninho Melo, Anderson da Fusão

21h35 – Zumbira e os Palmares

21h50 – Renascentes

22h05 – Denizelli Cardoso

22h20 – Carol Abreu

22h35 – Roda Viva

O manifesto que é a nossa identidade coletiva.

MANIFESTO DA CULTURA PELA DEMOCRACIA

Não é a tua janela, a minha rua, esta esquina ou aquela avenida – o problema é manter o horizonte aberto da democracia.

Por ela lutamos e continuamos a lutar.

Para que seja preservada, contra todos os autoritarismos, como os que nos rondam agora, nessa grave crise política.

 Não queremos privilégios para fulano ou beltrana, não estamos aqui para defender um deputado ou qualquer líder – queremos justiça equânime para todos.

Investigação dentro da lei, sem livrar a cara de qualquer um.

O país precisa sair dessa melhor do que entrou.

Não é a favor do marasmo, nem da balbúrdia – é a favor da vida livre, contra as discriminações de opinião, classe, gênero, etnia, gosto.

Para isso chegamos até aqui, e para preservar o já conquistado é que vamos adiante.