“Meu Deus do céu, essa é a nossa alternativa de poder. Isso é um desastre”, diz Barroso sobre PMDB

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), criticou nesta quinta-feira, durante audiência com alunos da Fundação Lemann, a falta de alternância de poder e disse que a “política morreu”. As declarações do ministro se referiram ao desembarque do PMDB da base aliada do governo da presidente Dilma Rousseff.

As declarações foram feitas durante audiência realizada na sala da Primeira Turma do STF. O ministro começou a conversa com os alunos dizendo que falava privadamente com eles, mas o diálogo foi transmitido pelo sistema interno da Corte para todos os gabinetes.  “A política morreu, porque nós temos um sistema político que não tem um mínimo de legitimidade democrática”, disse Barroso, ao ser questionado pelos alunos sobre a atual crise política.

“O sistema deu uma centralidade imensa ao dinheiro e à necessidade de financiamento, e se tornou um espaço de corrupção generalizada. Estou falando aqui, em um ambiente acadêmico, como se eu estivesse com meus alunos. Quando, anteontem, o jornal exibia que o PMDB desembarcou do governo, e mostrava as pessoas que erguiam as mãos, eu olhei e disse: Meu Deus do céu, essa é nossa alternativa de poder. Não vou fulanizar. Quem viu a foto, sabe do que eu estou falando. Portanto, o problema da política, nesse momento, é a falta de alternativa. Não tem pra onde correr. Isso é um desastre.”

Na foto, à qual Barroso se referia, aparece o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o senador Romero Jucá (PMDB-RR) e ex-minisitro da Aviação Civil Eliseu Padilha. A imagem foi feita na reunião do PMDB, realizada na última terça-feira , quando o partido decidiu deixar a base aliada do governo.

Fonte: Correio do Povo