Turquia: Ordem de detenção para 2750 juízes e procuradores

Na Turquia, o Governo deu por sufocada a tentativa de golpe, fracassado principalmente pela resistência da população nas ruas. Ainda não está claro quem está por trás da tentativa de golpe, que deixou também 1.440 feridos. Mas a instabilidade permanece nas principais cidades do país, na capital, Ancara, e em Istambul. O Governo convocou seus seguidores para que continuem nas ruas para evitar novas tentativas de golpe.

Mais de 2.800 militares, entre eles vários oficiais do alto escalão, foram detidos por terem relação com a tentativa de golpe de Estado na Turquia, na qual morreram 265 pessoas, entre elas 104 militares golpistas e 47 civis, segundo informações do presidente Recep Tayyip Erdogan.

Além disso, 2.745 juízes foram destituídos neste sábado em todo o país pela Junta Superior de Juízes e Fiscais, segundo informa a agência de notícias pró-governo Anadolu e o canal de televisão NTV News. Também foi emitida uma ordem de detenção contra nove juízes do Supremo Tribunal, uma decisão tomada depois de uma reunião ocorrida para discutir as medidas disciplinares contra os suspeitos de ter vínculos com a tentativa de golpe.

Saiba mais

Turquia: tentativa de golpe deixa ao menos 161 mortos; 2,8 mil militares são presos

Judiciário é cúmplice de crimes contra a humanidade, diz Comparato

índice