Raul Pont: “É um processo de exceção. Esta defesa não é apenas por Lula, mas pelo futuro da democracia”.

Em ato realizado nesta semana o ex-deputado e ex-prefeito de Porto Alegre Raul Pont (PT) comparou thumb a atmosfera que cerca o julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pelo TRF4, ao ambiente de insegurança social e jurídica que vigorou durante a ditadura militar no Brasil.:

“Não estamos diante de um ato judicial normal. Por mais piruetas jurídicas que façam, não existe explicação para essa condenação que tentam sustentar”,

Ao discursar durante a inauguração de um comitê popular em defesa do direito de Lula concorrer Raul afirmou:

“É um processo de exceção. Já vivemos isso. Eu mesmo fiquei um bom tempo preso, sem prova, sem culpa formada, sem um julgamento, porque o regime me apontava como subversivo. Esta defesa não é apenas por Lula, mas pelo futuro da democracia”, 

images (1)Presente no ato, o pré-candidato ao Palácio Piratini, Miguel Rossetto (PT), lamentou pelo que considera um movimento de politização no Judiciário brasileiro. “Não sabemos o que vai ocorrer neste julgamento, mas prevemos um resultado desfavorável. Será uma decisão que não encerra a luta política”, apontou.

 

Com Correio do Povo